Existe uma forma correta para realizar os Testes de Software?

Quando iniciei na área de testes, me perguntei se existia uma forma correta para fazer os testes. No começo fui na loucura, mas depois descobri que tem sim uma forma correta.
Podemos realizar os testes já citados de duas formas: manual ou automatizada. As duas formas visam em verificar se o software está atendendo as especificações e as regras de negócio já estabelecidas. Cada forma tem seus pós e contras, e irei te explicar melhor.

Teste Manual

Para realizar os testes manuais você precisa ter algumas skills: ser uma pessoa paciente, ser criativo e “pensar fora da caixinha”.

Muitas vezes quando vamos testar um software pensamos: “Ah isso aqui é óbvio”, e a primeira coisa que precisamos fazer é parar de pensar dessa forma. Quando falamos em testes precisamos ter em mente que NADA É ÓBVIO.

Um exemplo, o cadastro no campo de data de nascimento. Quando for fazer o teste manual tente colocar uma data no passado e uma data futura, por exemplo: Descobrimento do Brasil – 22/05/1500 e Futuro – 15/05/2900. O sistema não deve aceitar alguém que não está mais vivo e nem uma pessoa que ainda não nasceu.

Prós

O teste manual é bom para fazermos o teste idiota, isso mesmo teste idiota. Calma vou te explicar. É fazer os testes pensando que os usuários vão fazer coisas absurdas, é ter o pensamento “e se eu fizer isso?”.
Os testes manuais têm como ponto forte o teste de usabilidade, validando a facilidade que o usuário tem para usar o sistema.

Contras

Não existindo nenhum script para automatizar, o teste manual acaba levando tempo maior para a realização. Além da demora, os testes manuais têm a propensão para erros humanos.

Testes Automáticos

É recomendado automatizar o teste em sistemas que possuem uma versão mais estável e em teste de regressão. É possível usar a automação em software que ainda está sendo construído, mas a chance de não obter o resultado esperado é muito grande.

Prós

Com os testes automáticos temos um tempo menor na execução.
Os testes bem construídos tem uma taxa baixa de manutenção.
Conseguimos resultados mais assertivos com os testes automáticos.

Contras

Não conseguimos validar se o software está usual e intuitivo, pois o teste automático é focado em validar somente se o sistema está rodando as regras corretamente.

O que é melhor Teste Manual ou Testes Automáticos?

Os dois testes são indispensáveis para o software, mas devemos prestar muita atenção no que queremos automatizar e o que queremos testar manualmente.

Lembre-se que não é a quantidade de testes que fazemos que importa, e sim a forma que executamos cada teste, sendo ele automático ou manual.

Os dois testes veem para aumentar e garantir a qualidade do software, validando também se o que foi desenvolvido está de acordo com escopo.

Afinal, como executar os Testes?

Hoje em dia temos vários programas que irão nos ajudar nos testes, esses programas têm como foco auxiliar nos testes automáticos. A escolha de qual programa usar para os testes, tem que ser de acordo com a necessidade da empresa. Cada ferramenta também tem seus prós e contras, então analise bem qual você quer usar nos seus testes.
Para os testes manuais não existe nenhum programa que irá nos auxiliar, mas existem alguns documentos que irão nos auxiliar nos testes. Um exemplo de desses documentos é o plano de teste. Precisamos ter acima de tudo empatia nos testes manuais, se colocando no lugar do usuário para entender como o software será usado no dia a dia.

Bruno Takano

Formando em Análise e Desenvolvimento de Sistema | Trabalha como Analista de Teste/QA na Bitzen Tecnologia.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.